sábado, 25 de abril de 2015

HOMENAGEM AO MÉDICO REINALDO NORONHA

Reinaldo Noronha, emocionado, a ler o discurso que preparou
Sob a iniciativa e égide da ADPA – Associação de Defesa do Património Arouquense, uma comissão integrada por Alberto Brito – Sacerdote Jesuíta, Arnaldo Lhamas – Urologista, Carlos da Costa Santos, Médico Gastroenterologista, Fernando Pinto – Empresário aposentado, Fernando Teles – Banqueiro, Filomeno Silva – Advogado, José Artur Pinto Pereira – Empresário, José Carlos de Almeida e Silva – Assessor Financeiro, José Miguel Almeida – Sacerdote de Alvarenga, Manuel Gomes Vinagre – Apicultor, Manuel Sobrinho Simões – Investigador, Maria de Fátima Monteiro – Gestora Financeira, Maria Laurentina da Silva Teles – Empresária, Maria Raquel Gonçalves – Médica, Pedro Mendes – Professor, a que se associaram ainda outras personalidades, bem como largas dezenas de conterrâneos e amigos, realizou-se no passado sábado em Alvarenga uma justa e merecida homenagem ao homem, cidadão e médico Reinaldo Noronha.
A cerimónia-convívio, que teve lugar num restaurante daquela freguesia, iniciou-se com um almoço a que se seguiu um conjunto de outras atividades, nomeadamente, a atuação da Escola de Música de Alvarenga, e intervenções das quais se destacaram as de Filomeno Silva, presidente da ADPA, que num breve relance sobre a vida e obra do homenageado realçou as suas qualidades pessoais, profissionais e humanas; de Sobrinho Simões, Investigador, que salientou algumas particularidades da personalidade e atividade profissional do homenageado, mercê de uma relação de amizade de há já longos anos; Fernando Teles, Banqueiro e conterrâneo, que destacou o profissionalismo e dedicação abnegada do homenageado, sempre disponível para receber os seus doentes, mas também conterrâneos e amigos aos quais nunca negou auxílio e palavra amiga; Carlos Costa Santos, médico gastroenterologista e amigo, que em breves palavras traçou o perfil profissional e humano do homenageado que traduziu num emotivo abraço; Paula Teles, Engenheira e conterrânea, que começou por realçar a justa homenagem realizada, destacando aspetos da vida pessoal e familiar que inevitavelmente se cruzam com a vida e percurso do homenageado; Filipe Noronha, em representação dos filhos e netos, que teceu breves mas emotivas palavras de homenagem e reconhecimento pela educação que receberam e exemplo que para todos é o percurso de seu pai; Manuel Vinagre, apicultor e homem da terra, que de forma muito emocionada salientou a importância de se homenagearem as pessoas de valor e mérito enquanto vivas, para que possam sentir o afeto daqueles que os rodeiam, como é o caso do seu conterrâneo, amigo e médico Reinaldo Noronha; José Artur Neves, presidente da Câmara Municipal de Arouca, em representação de sua família, que reconhecendo as qualidades profissionais e humanas do homenageado, fez questão de referir um aspeto pessoal e profissional que muito o sensibilizou e muito diz da pessoa em causa.
A organização, que esteve a cargo da Associação do Património Arouquense, contou ainda com a prestimosa colaboração e empenho do professor Pedro Pinto e do sacerdote José Miguel, bem como da Junta de Freguesia que também se associou, destacando-se ainda a disponibilidade demonstrada por Fernando Teles e família, que gentilmente se associaram oferecendo a salva em prata ao homenageado e uma lembrança a cada um dos participantes, de forma a perpetuar este ato, a que todos voluntariamente se associaram.
 
Escola de Música de Alvarenga, orientada pelo professor Pedro Pinto
Fernando Teles, banqueiro, conterrâneo e amigo, no uso da palavra

Sobrinho Simões, investigador e amigo, no uso da palavra
Paula Teles, engenheira, conterrânea e amiga, no uso da palavra
 
Reinaldo Noronha a exibir a salva de prata que perpetuará esta homenagem
 
Artur Neves, presidente da Câmara e conterrâneo, a ofertar o homenageado
 
Aspecto da sala de almoço e confraternização

quarta-feira, 18 de março de 2015

Homenagem ao Médico Reinaldo Noronha

https://reinaldonoronha.wordpress.com/
clique na imagem para ser direcionado para o site do evento
onde pode efetuar a sua inscrição

A Associação do Património na história de Arouca

recorte de notícia saída no semanário Defesa de Arouca
21.II.1986

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

1980-2015 - 35 Anos em Defesa do Ambiente, Cultura e Património Arouquense


A ADPA - Associação de Defesa do Património Arouquense completa este ano, mais precisamente no dia 29 de setembro, 35 Anos desde a data da sua fundação.
Algumas das atividades a desenvolver ao longo deste ano, terão, por isso, esta motivação e enfoque. O que se assinala, desde já, com o lançamento da Agenda da ADPA para 2015, apresentada aos associados no passado sábado, dia 21 de fevereiro.



Não deixe, pois, de ir passando pela sede da associação, onde, para além da hemeroteca, exposição fotográfica permanente, dos acervos bibliográficos, etc., estarão patentes diversas exposições temporárias. 
VOTO DE AGRADECIMENTO
 
Em Sessão Ordinária da Assembleia Geral da ADPA – Associação da Defesa do Património Arouquense, realizada no passado dia 21 de Fevereiro de 2015, sob proposta da Direção, foi aprovado pela unanimidade dos associados presentes um VOTO DE AGRADECIMENTO à família Sobrinho Simões, pela doação à associação de documentação bibliográfica, nomeadamente, vários números da Revista do Arquivo Distrital de Aveiro, publicação de grande interesse histórico e patrimonial.

Arouca, 23 de Fevereiro de 2015.

O presidente da Mesa da Assembleia Geral
António Jorge Brandão de Pinho

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

ASSEMBLEIA GERAL
CONVOCATÓRIA
Eu, António Jorge Brandão de Pinho, presidente da Mesa da Assembleia-Geral da ADPA - Associação de Defesa do Património Arouquense, em conformidade com as disposições legais aplicáveis e estatutos da associação, convoco todos os associados para uma Sessão Ordinária, a realizar sábado, dia 21 de fevereiro de 2015, pelas 17h30, na sede da associação, sita na ala sul do Mosteiro, Largo de Santa Mafalda, na vila de Arouca, com a seguinte
ORDEM DE TRABALHOS:
1. Apresentação e votação dos Relatórios de Actividades e Contas, referentes ao exercício de 2014;
2. Tratar outros assuntos de interesse.
Arouca, 21 de janeiro de 2015

O presidente da Mesa da Assembleia-Geral
António Jorge Brandão de Pinho
Se à hora indicada não se verificar o quórum necessário, a Sessão terá inicio decorrida meia hora com o número de associados presentes.