sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Associação da Defesa do Património Arouquense

Fundada em 29 de setembro de 1980, a Associação de Defesa do Património Arouquense tem a sua sede, no mosteiro de Arouca, no Largo de Santa Mafalda 4540 108 em Arouca.
A sua actividade principal está direccionada para a defesa e preservação do património construído e natural.
As formas de alcançar os objectivos, vão desde exibição de mostras fotográficas acções de educação ambiental recolha de documentos e jornais da região, possuindo um considerável e valioso espólio jornalístico de todos os títulos que foram publicados em Arouca e que disponibiliza para consulta, em alguns casos sob apertadas regras, atendendo à sua raridade. Possui ainda um acervo documental diversificado constituído por documentos públicos e particulares que recolheu em diversas casas senhoriais da região, e que a não serem recolhidos e tratados, tal como aconteceu, provavelmente hoje já teriam desaparecido. Especial reconhecimento deste trabalho realizado ainda a sensibilidade pela salvaguarda e valorização deste património, tem sido aquele que muitas casas e familias têm doado à associação.
Intervém junto das entidades competentes alertando-as para acções ou atitudes contra o património e o ambiente.
Mercê dos protocolos estabelecidos com as Escolas leva a efeito acções de sensibilização, com os mais novos, procurando uma forma de educação diferente para a vida e para as coisas.
Promove acções de sensibilização através de palestras e conferencias.
No seu espaço promove exposições versando as mais diversas áreas, mas com predomínio para os valores e riquezas locais.
Brevemente vai inaugurar uma mostra geológica com uma variedade diversificada de materiais e fenómenos líticos da região de modo a poder proporcionar aos estabelecimentos de ensino locais conhecimentos que visem conhecer e aprofundar o respeito neste domínio.
A profícua actividade editorial que exerce, cujos títulos focam áreas que vão desde historia, linguistica, etnologia, etnografia e geologia, são uma das grandes áreas de intervenção da Associação que já dispõe de um número considerável de títulos não só em quantidade, mas igualmente em qualidade.
Colabora com diversas entidades e instituições nomeadamente com Ecotecas com exposições e material destinado aos mais novos.


A Associação da Defesa do Património Arouquense foi fundada por escritura pública lavrada no Cartório Notarial de Arouca em 29 de Setembro de 1980, publicada em DR, n.º 258, III série. Os princípios fundamentais que presidiram à sua criação foram: a defesa, divulgação e preservação do património cultural e natural da vasta região Arouquense. Por despacho publicado no Diário da Republica, n.º 257, de 3 de Novembro de 1993 foi reconhecida como Instituição de Utilidade Pública. Em Assembleia Geral realizada a 13 de Fevereiro de 1999, foi deliberado especificar o objecto social que passou a ser
  • Defesa, valorização e divulgação do património natural e construído.
  • Educação ambiental.
  • Elaboração e participação em projectos de recuperação ambiental.
  • Conservação da Natureza.
  • Execução e edição de publicações, estudos, recolhas e inventários, com características históricas e ambientais.
A escritura de rectificação da anterior está datada de 31 de Maio de 1999, publicado em Diário da República, III série, de 15 de Julho de 1999. Por ofício n.º 1207, de 29 de Março de 2000, a Presidência de Conselho de Ministros reconfirmou a utilidade pública da agremiação.
Inscrita na Conservatória do Registo Comercial de Arouca, conforme escritura de 16 de Maio de 2000, sob o n.º 00003/000519, publicado em DR, III série, de 2/8/2000.
Encontra-se isenta de IRC, por despacho do Ministério das Finanças, publicado no DR, III série, n.º 164, de 18 de Julho de 2006.
Presentemente encontra-se reconhecida como ONGA (Organização não governamental do Ambiente) dado estar filiada no Ipamb e os seus estatutos preconizarem acções que desenvolve no domínio ambiental e cultural com as mais diversas instituições.

Sem comentários:

Publicar um comentário